A CEAGESP de São Paulo precisa de um Centro Logístico de Caixas que tire do mercado as caixas vazias, viabilize a utilização de embalagens retornáveis num circuito aberto, que impeça a reutilização das caixas descartáveis e que as encaminhe para a reciclagem. O seu tamanho e o volume de caixas amedrontam.

 

A proposta é começar devagar e ir crescendo, dentro de um programa de adesão voluntária. Alguns produtos dominam o mercado e a sua comercialização está concentrada nas mãos de poucos atacadistas. O Centro de Caixas do Centro Logístico de Caixas será implantado rapidamente se os atacadistas que respondem pela comercialização de 80% do volume de frutas cítricas, de banana e de tomate participem deste programa de adesão voluntária. Existe grande utilização de embalagens retornáveis nos 3 produtos. A mudança de embalagem no tomate induziria a mudança das embalagens dos outros legumes, que são embalados em caixa já utilizada de tomate.

 

O quadro abaixo mostra o volume comercializado de cada produto, o número de atacadistas (total e os responsáveis por 80% do volume de entrada) e a participação percentual no volume comercializado dos maiores atacadistas de cada produto (primeiro, cinco primeiros, dez primeiros e vinte primeiros).

 

Descrição

Frutas Cítricas

Banana

Tomate

Toneladas

536.760

77.312

273.587

Número de atacadistas

Total

429

66

251

Responsáveis por 80%

59

07

28

Participação % no volume de comercialização

Primeiro atacadista

8

35

8

Cinco primeiros

25

75

19

Dez primeiros

36

87

28

Vinte primeiros

51

99

70

 

 

 

O Príncípio 80/20, desenvolvido pelo economista italiano Vilfredo Pareto em 1.897, é utilizado até hoje nas grandes empresas. Um dos seus enunciados é que 20% dos fornecedores são responsáveis por no mínimo 80% do volume negociado de qualquer produto. O Princípip 80/20 é verdadeiro para os atacadistas de frutas cítricas, banana e tomate que trabalham no Entreposto Terminal de São Paulo. Oitenta e seis atacadistas, 20% dos 429 atacadistas, respondem por 89% do volume total comercializado de frutas cítricas. Treze atacadistas, 20% dos 66 atacadistas, respondem por 92% do volume total comercializado de banana. Cinquenta atacadistas, 20% dos 251 atacadistas, respondem por 92% do volume comercializado de banana.

 

A adesão dos 59 maiores atacadistas de frutas cítricas, dos 07 maiores atacadistas de banana e dos 28 maiores atacadistas de tomate, garantem o sucesso do Centro Logístico de Caixas.

 

Anita de Souza Dias Gutierrez e Cláudio Inforzato Fanale do Centro de Qualidade em Horticultura da CEAGESP