Brincando e aprendendo na Escola do Sabor
 
Achamos engraçado quando ao perguntarmos a uma criança de onde vem o leite, temos como resposta que a origem do leite é a caixa onde ele vem embalado ou o supermercado. Em vez de rir deveríamos chorar. A resposta é uma boa medida do distanciamento da população urbana da agricultura.
 

O projeto Escola do Sabor, uma parceria entre a CEAGESP – Centro de Qualidade em Horticultura e a Nossa Turma – Associação de Apoio à Infância e Adolescência, tem entre seus principais objetivos a aproximação da criança com a agricultura.

 

Alguns jogos educativos foram desenvolvidos e testados com sucesso pelas professoras.

 

O primeiro jogo desenvolvido utiliza um quadro imantado e ilustrações (fotos e desenhos) das várias etapas da produção, industrialização e comercialização e dos produtos da mandioca. Um imã é colocado no verso de cada foto e desenho.

 

A produção é retratada desde o plantio da maniva até a colheita, embalamento e carregamento do caminhão. Depois da colheita a mandioca pode ir para o mercado para consumo fresco ou para a indústria e dali para o varejo, restaurantes, escolas e casas.

 

O desafio do jogo é construir o caminho da produção ao consumo, com a colocação das ilustrações - foto ou desenho, na seqüência correta.

 

Aqui está um modelo simplificado sem os detalhes da produção, feito pelo técnico do CQH Bertoldo Borges Filho, mas que mostra as diferentes utilizações da mandioca.

 

As brincadeiras e o material pedagógico estão à disposição para os interessados no Centro de Qualidade em Horticultura da CEAGESP.

 
Anita de Souza Dias Gutierrez
Carolina de Barros Liguori
Centro de Qualidade em Horticultura da CEAGESP
 

O projeto Escola do Sabor conta agora com a contribuição da empresa Iguape Comércio de Legumes, garantindo o suprimento de Mandioca e Beterraba para a alimentação e educação alimentar das crianças da Nossa Turma.